Bioporã

Radar

O que e quem fortalecemos com nossas escolhas de consumo?

Thiago Césare . 21.11.19

Em: Sem categoria

Toda compra é um ato político

Toda empresa tem um posicionamento político diante do mundo. E não estou falando aqui da política institucionalizada cujos agentes são presidentes, legisladores e adjacentes. Tem a ver com propósito, princípios, atitudes, com o que e quem fortalecemos com nossas escolhas de consumo.

Ao comprar um produto de determinada marca, fortalecemos seus objetivos, sua forma de ser e fazer

Num extremo, podemos imaginar uma empresa que tem na rentabilidade um fim que justifica qualquer meio, incluindo negligenciar custos ambientais e humanos. Na outra ponta, uma empresa que tem na justiça social e ambiental propósitos inegociáveis. Ambas precisam lucrar para sobreviver, mas o fazem com visões de mundo diametralmente opostas.

Este costuma ser o dedo na ferida: a quem e o que estamos fortalecendo por meio de nossas escolhas?

Sim, utilizamos combustíveis fósseis para virtualmente tudo, consumimos eletrônicos altamente descartáveis, nosso hábito de nos alimentar de outros animais pressupõe toda ordem de passivos ambientais, produzimos lixo como nunca em nossa história.

Mais uma vez: o que e quem fortalecemos com nossas escolhas de consumo?

É possível consumir menos e melhor

Utilizar critérios de compra que transcendam a necessidade e o gosto pessoal e incluam a saúde do mundo são um caminho para transformar a realidade. Isso vale pra quem consome e pra quem produz.

A Bioporã tem sido uma oportunidade de construir uma empresa realmente focada no propósito regenerativo. E não se trata só de discurso ou marketing.

Localismo e rastreabilidade

Em nossa linha de manteigas veganas, priorizamos ingredientes nacionais, o que significa valorizar riquezas nacionais e diminuir a dependência de petróleo de nossa operação, já que não envolvemos logística intercontinental.

Também priorizamos matérias-primas com rastreabilidade, onde é possível analisar o impacto social e ambiental envolvido em sua produção. Nossas parcerias com a Amma Chocolate, fornecedora de todo nosso cacau e produtores agroecológicos e extrativistas comunitários da Chapada dos Veadeiros são outro exemplo de como é possível produzir contribuindo para a manutenção e regeneração de nossos biomas e valorizar o trabalhador da terra.

Legal mencionar que estamos a cada lançamento trabalhando com mais ingredientes aqui do Cerrado. Já estão na lista a castanha de baru, a farinha de jatobá e o pequi, ingredientes 100% oriundos do extrativismo comunitário e que dependem do Cerrado protegido para existir. E quanto mais utilizamos estes ingredientes, mais protegemos este bioma.

Reciclagem de embalagens

Temos. Não dispomos de logística reversa, o que representaria um aumento em nosso custo operacional que provavelmente inviabilizaria o negócio. Mas garantimos, por meio de uma parceria com a EuReciclo, a reciclagem de um volume 100% equivalente aquele que colocamos no mercado.

Sede fabril com a melhor performance energética possível

Nossa sede em Alto Paraíso de Goiás foi projetada e construída com painéis térmicos de baixa  manutenção e que dispensam o uso de condicionadores de ar, sistema de iluminação natural que reduz em até 80% a dependência de iluminação artificial, ventilação mecânica de alta eficiência, 100% de nossos efluentes tratados in loco por reatores anaeróbicos autônomos.

Relações mais humanas

Internamente aqui na empresa, estamos construindo relações de trabalho fundadas na auto-responsabilidade, cumplicidade e confiança. Nossa equipe de produção tem autonomia sobre seu horário de trabalho, o que tem sido uma ótima experiência em termos de produtividade e atmosfera.

Enfim, esta é a Bioporã que estamos construindo. E ao escolher nossa marca, são estes os valores que você está fortalecendo.

Compartilhe: